Duelos: os Fatores Chaves segundo a UAR

O  rugby é confrontação coletiva pela bola e pelo espaço  que  termina em confrontações individuais que terão uma repercussão fundamental no final da  confrontação coletiva (na  evolução da relação de forças).

Para desestabilizar a organização defensiva é necessário que o portador da bola seja capaz de gerar ao menos um desequilíbrio no seu  duelo individual contra seu defensor direto. 

Objetivos do jogador que entra no duelo

O primeiro objetivo do jogador que entra em  duelo é a evasão, tentando fugir de seu  adversário direto. Mas isso acontece em poucas oportunidades, e no caso de acontecer  teremos uma vantagem ofensiva por sobre a organização defensiva e nesse sentido o ataque estaria melhor preparado para avançar.

Seu segundo objetivo (no caso de não alcançar o primeiro) é conseguir avançar no contato e  ser capaz dar um passe que faça avançar a um companheiro (offload). O ser capaz de manter a bola viva supõe uma grande vantagem  para o ataque e muitos problemas para a defesa que não terá  tempo para estabilizar suas posições.

Um terceiro objetivo no caso de não ter conseguido os dois primeiros em manter a posse da bola avançando é  gerar uma bola rápida no ruck.  Se a bola sai rápida, a defesa dispõe de pouco tempo para se reorganizar e pressionar, pelo que o ataque seguira com a iniciativa.

O resultado do duelo individual vai determinar situações de equilíbrio, de desequilíbrio favorável ou de desequilíbrio desfavorável  dentro da relação de forças entre os dois times.  Se nossos jogadores estão capacitados para gestionar corretamente os duelos, será mais simples para nosso time quebrar o equilibrio e gerar situações de vantagens que permita    avançar e garantir a   continuidade do movimento ofensivo.
 
Aqui colocamos um video do staff dos Pumas, sobre como eles trabalham os duelos e os fatores chaves que desenvolvem.

Fatores Chaves do Duelo

Preparação
1. Levar a bola em duas mãos e olhando para frente
2. Posição corporal agachado  (centro de gravidade baixo)
3. Control de corrida (mudanças de ritmo)
4. Fazer  um  movimento de pernas para desestabilizar ao l rival.

Execução
5. Atacar o intervalo com  corrida reta, passo de força e se defender com o braço livre.
6. Se manter de pé com tração de pernas   (pernas vivas). Ganhar as costas do defensor.
7.  Procurar  offload (quando está em equilíbrio corporal, de pé ou no chão)

Finalização 
8. Sim o jogador é tackleado,deve  colocar a bola longe do pescador (Chesting, girar no chão, etc)
9. Apresentar a bola com duas mãos e longe do peito

Comentarios

Comentarios

admin

A MC Rugby possui uma equipe multidisciplinar, competente e atualizada. Pronto para atendê-lo em suas necessidades de treino, gestão de clube, organizaçâo de eventos, arbitragem e preparação física de seus atletas. Todos os produtos e serviços ofertados pela MC Rugby são resultado de muita pesquisa, experiência e seriedade. A uma única palavra orienta nossas ações: Excelência! Buscando sempre a inovação e a máxima qualidade em tudo o que fazemos, temos como meta ser uma referência brasileira e em breve internacional em rugby coaching. Acreditamos que a seleta formação dos profissionais que fazem parte da MC Rugby podem trazer soluções aos nossos clientes a ponto de colocá-los em um patamar superior de competição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!